"*RÁDIO SOTELO*"

terça-feira, 25 de dezembro de 2012


Apocalipse 22.16: NOMES DE JESUS: A ESTRELA DA MANHÃ


NOMES DE JESUS: A ESTRELA DA MANHÃ

A Bíblia se refere a Jesus como vários nomes e títulos: Advogado, Alfa, Apóstolo, Autor, Autor e Consumador de Nossa Fé, Bom Pastor, Cabeça da Igreja, Caminho, Carpinteiro, Cordeiro de Deus, Cristo, Deus Poderoso, Emanuel, Estrela da manhã, Fiel e Verdadeiro, Filho de Abraão, Filho de Davi, Filho de Deus, Filho de José, Filho de Maria, Filho do Altíssimo, Filho do Carpinteiro, Filho do Deus Altíssimo, Filho do Deus Bendito, Filho do Deus Vivo, Filho do Homem, Filho Único, Filho Unigênito, Fim, Grande Pastor, Grande Sacerdote, Grande Sumo-Sacerdote, Herdeiro, Imagem de Deus, Imagem do Deus Invisível, Jesus, Jesus Cristo, Jesus de Nazaré, Jesus, o Nazareno, Leão da Tribo de Judá, Libertador, Luz do Mundo, Maravilhoso Conselheiro, Mediador, Messias, Mestre, Meu Filho, Meu Senhor, Noivo, Nosso Cordeiro Pascal, Ômega, Pai Eterno, Palavra, Palavra da Vida, Palavra de Deus, Pão da Vida, Pastor e Bispo das Vossas Almas, Pedra, Pedra de Esquina, Pedra Principal de Esquina, Porta, Primeiro, Primícia, Primogênito, Primogênito de toda a criação, Primogênito entre os mortos, Príncipe, Príncipe da Paz, Princípio, Professor, Profeta, Prometido, Rabbi, Rabboni, Raiz de Davi, Raiz de Jessé, Raiz e Geração de Davi, Rebento, Rei, Rei da criação de Deus, Rei das nações, Rei de Israel, Rei dos judeus, Rei dos reis e Senhor dos senhores, Rei sobre Israel, Rei sobre os reis da terra, Renovo Justo, Ressurreição, Salvador, Salvador do Mundo, Santo, Santo e Justo, Senhor, Senhor do Sábado, Senhor Jesus, Senhor Jesus Cristo, Senhor Justiça Nossa, Servo, Servo Sofredor, Sumo-Sacerdote, Supremo Pastor, Último, Único, Verdade, Verdadeira Luz, Verdadeiro Vinho, Vida e Vinho.

JESUS É A ESTRELA DA MANHÃ...
Um deles, portanto, aplicado pelo próprio Jesus, é "Estrela da Manhã", "resplandecente Estrela da Manhã" (Apocalipse 22.16).
Esta expressão aparece três vezes na Bíblia, todos num contexto profético. A primeira está em Isaías 14.12 ("Como você caiu dos céus, oh estrela da manhã, filho da alvorada! Como foi atirado à terra, você, que derrubava as nações!"). As outras duas estão em Apocalipse, Apocalipse 2.28 ("Eu lhe darei a mesma autoridade que recebi de meu Pai. Também lhe darei a estrela da manhã") e Apocalipse 22.16 ("Eu, Jesus, enviei o meu anjo para dar a vocês este testemunho concernente às igrejas. Eu sou a Raiz e o Descendente de Davi, e a resplandecente Estrela da Manhã").
Há outra expressão próxima, Estrela da Alva, em 2Pedro 1.19 ("Assim, temos ainda mais firme a palavra dos profetas, e vocês farão bem se a ela prestarem atenção, como a uma candeia que brilha em lugar escuro, até que o dia clareie e a estrela da alva nasça no coração de vocês").

O primeiro texto não diz respeito a Jesus. Refere-se ao rei da Babilônia, que se exaltava de tal modo que parecia uma estrela. O profeta diz que essa estrela cairá, isto é: o rei deixará de brilhar, porque o seu brilho vem de si mesmo. Não há poder que subsista para sempre -- eis uma verdade que os supergovernantes de todos os tempos não querem ouvir. Não há poder maior que o poder de Deus -- eis uma verdade que nos deve consolar, quando os gigantes (problemas) da vida parecem invencíveis, aos olhos humanos. O profeta descreve a queda do rei da Babilônia no passado, embora isto ainda não tivesse acontecido...
Neste sentido, o texto de Isaías nos recorda que todos aqueles que se auto-exaltam serão humilhados, não importa a altura a que chegaram ou que acharam que chegaram. Esta profecia é um convite à humildade.
O texto é também um convite à confiança no Deus que realiza o que promete. A Babilônia, a imbatível Babilônia do tempo do profeta Ezequias, caiu. Todos os que se opõem a Deus caem. Todos os problemas que se agigantam serão apequenados diante de Deus. Promessas de ontem, promessas para hoje.

O segundo texto (Apocalipse 2.28) é uma clara promessa, cujo sentido é revelado claramente no final do mesmo livro (Apocalipse 22.16).
Aos cristãos de Tiatira, que permanecessem fiéis, é prometida a entrega da estrela da manhã. Quem é esta estrela da manhã? Jesus responde, numa das visões do Apocalipse: "Eu, Jesus, enviei o meu anjo para dar a vocês este testemunho concernente às igrejas. Eu sou a Raiz e o Descendente de Davi, e a resplandecente Estrela da Manhã" (Apocalipse 22.16).
A partir desta revelação, podemos concluir três verdades acerca desta Estrela da Manhã e aplicá-las às nossas vidas.

... QUE VEIO PARA CUMPRIR A PROMESSA FEITA POR DEUS NO PASSADO
Jesus como resplandecente "estrela da manhã" significa que a sua vinda é o cumprimento de uma promessa.
No Seu modo estranho de Se revelar, Deus falou, pela boca do profeta estrangeiro Balaão, as seguintes palavras: "Eu o vejo, mas não agora; eu o avisto, mas não de perto. Uma estrela surgirá de Jacó; um cetro se levantará de Israel" (Números 24.17).
O profeta Malaquias retomou a mesma promessa, falando dAquele que seria uma estrela (ou sol, que é, como sabemos, uma estrela) de justiça: "Para vocês que reverenciam o meu nome, o sol da justiça se levantará trazendo cura em suas asas. E vocês sairão e saltarão como bezerros soltos do curral. Depois esmagarão os ímpios, que serão como pó sob as solas dos seus pés, no dia em que eu agir, diz o Senhor dos Exércitos. Lembrem-se da Lei do meu servo Moisés, dos decretos e das ordenanças que lhe dei em Horebe para todo o povo de Israel. Vejam, eu enviarei a vocês o profeta Elias antes do grande e temível dia do Senhor" (Malaquias 4.2-5).
Jesus veio como uma estrela. Não por acaso, uma estrela é o símbolo do caminho até a manjedoura onde nasceu.
Enquanto esteve aqui, Ele conduziu, como estrela-guia, os seus seguidores a pastos verdejantes. Todos os cansados que se dirigiram a Ele foram aliviados; todos os famintos foram alimentados; todos os sedentos foram satisfeitos; todos os enfermos foram curados; enfim, todos os que andavam nas trevas foram iluminados esplendorosamente por Ele para uma vida com qualidade. Esta promessa continua disponível ainda hoje.

... QUE VOLTARÁ PARA REGER NOSSAS VIDAS
Jesus como resplandecente "estrela da manhã" significa que virá um tempo em que esta estrela regerá de forma plena as nossas vidas. Aquele que veio é o mesmo que voltará. Quando Ele voltar, a estrela da alva nascerá nos nossos corações. É preciso que reafirmemos nossa esperança na volta de Jesus e/ou nosso encontro pessoal, físico, definitivo com Ele.
O apóstolo Pedro, testemunha ocular da tabernaculação de Cristo conosco, nos lembra que "de fato, não seguimos fábulas engenhosamente inventadas, quando lhes falamos a respeito do poder e da vinda de nosso Senhor Jesus Cristo; ao contrário, nós fomos testemunhas oculares da sua majestade. Ele recebeu honra e glória da parte de Deus Pai, quando da suprema glória lhe foi dirigida a voz que disse: `Este é o meu filho amado, em quem me agrado'. Nós mesmos ouvimos essa voz vinda dos céus, quando estávamos com ele no monte santo. Assim, temos ainda mais firme a palavra dos profetas, e vocês farão bem se a ela prestarem atenção, como a uma candeia que brilha em lugar escuro, até que o dia clareie e a estrela da alva nasça no coração de vocês" (2Pedro 1.16-19).
Quando isto acontecer, também resplandeceremos como estrelas, segundo outra promessa de Deus a nós: "Naquela ocasião Miguel, o grande príncipe que protege o seu povo, se levantará. Haverá um tempo de angústia como nunca houve desde o início das nações até então. Mas naquela ocasião o seu povo, todo aquele cujo nome está escrito no livro, será liberto. Multidões que dormem no pó da terra acordarão: uns para a vida eterna, outros para a vergonha, para o desprezo eterno. Aqueles que são sábios reluzirão como o fulgor do céu, e aqueles que conduzem muitos à justiça serão como as estrelas, para todo o sempre" (Daniel 12.1-3).
Naquele dia (e como nos temos esquecido desta alimentadora promessa), receberemos a estrela da manhã: Jesus aparecerá diante dos verdadeiros cristãos, que são aqueles verdadeiramente arrependidos, aqueles que têm uma fé real nEle.

... QUE ESPERA QUE OLHEMOS PARA ELA
Jesus como "resplandecente estrela da manhã" significa é que para ele que devemos olhar nas horas escuras de nossas vidas, nas madrugadas solitárias de nossas existências.
Sabemos que esta Estrela brilhará no final, mas já a podemos sentir, como podemos sentir a força das estrelas hoje. Olhar para as estrelas pode nos deixar pequenos. Quando Abraão estava atônito diante de uma promessa extraordinária de Deus (a de que teria um filho, embora fosse idoso demais para isto), o Senhor lhe pediu para contar as estrelas no firmamento. Podemos ver 8 mil estrelas a olho nu só em nossa galáxia, mil numa noite, mas não conseguiremos contá-las. E isso é nada: o universo contém bilhões de galáxias e cada galáxia contém bilhões de estrelas, algumas com 15 bilhões de anos. Por isto, as estrelas são presenças constantes no firmamento, mesmo que os habitantes dos centros urbanos só consigam ver luzes que os homens fabricam.
Diante de realidades tão surpreendentes, Jesus é a estrela que mais resplandece. Antes que as estrelas mais antigas existissem, Ele já existia, porque tudo foi feito por intermédio dEle (João 1.3). Mesmo depois de as estrelas deixarem de existir, Jesus brilhará. Segundo os astrônomos, dentro de 5 bilhões de anos o sol implodirá. Ainda segundo os astrônomos, todo dia "morre" uma estrela. Jesus sobrevive a estas estrelas desaparecidas e sobreviverá ao Universo, porque Ele o fez.
É para Ele que devemos olhar. Jesus é a presença constante sobre as nossas vidas. Se nos aproximarmos dEle na hora da solidão, seremos aquecidos com a Sua companhia. Se olharmos para Ele na hora da escuridão, seremos iluminados.

Nossa vida vai bem? Estamos brilhando na vida profissional, familiar e pessoal?
Demos graças e a Deus e nos lembremos que nosso brilho é apenas um reflexo, pálido reflexo, da luz da Estrela da Manhã. Que as nossas vidas sejam planetas em torno do Sol da justiça. Nunca pensemos que somos o próprio Sol, a própria Estrela da Manhã.

Nossa vida ainda confusa, amargurada, solitária, triste?
Não há motivo para não crer. Não há motivo para não confiar. Não há motivo para não esperar.
Não há motivo para duvidar. Não há motivo para desconfiar. Não há motivo para desesperar.
A Estrela da Manhã jamais perderá o seu fulgor. Deixemos Jesus brilhar.